• Segunda à Sexta-feira - 8h às 18h
8 de junho de 2020 Postado por: Categoria: Crônicas

Toda vez Que o bibliotecário ouve a palavra reunião já vem à mente a produtividade e nos resultados quando está in loco imagina agora que o home office que virou o seu melhor amigo.

Então se temos as Cinco Leis da Biblioteconomia, não custa nada seguir os Sete passos para a eficiência da reunião virtual.

A pesquisa marota traz os conselhos de Érika Linhares, pedagoga e sócia da Consultoria B-Have.

1. Reuniões rápidas. Objetividade é a chave da produtividade, 30 min a 1 hora, ah o horário por favor pela manhã;

2. Planejar não custa né? Então prepare a reunião antes de marca-la.

3. Definir a duração da reunião, para produtividade se fazer presente no máximo 1 hora, claro que se passar um pouco do horário não comprometerá a produtividade;

4. Você é o mediador chegue com antecedência. O organizador deve entrar na sala virtual de reunião alguns minutos antes. Olha a deselegância de um atraso não é mesmo?

5. Concentrar no tema, para que não ocorra a dispersão de assuntos aleatórios.

6. Convoque as pessoas certas, realmente necessárias para discutir determinado assunto.

7. O que mais dá raiva em reunião presencial é sair com a sensação que nada foi decidido organizado, então ao terminar tenha um plano de ação definido.

Tomados os cuidados necessários tanto no âmbito da operacionalidade como os dos recursos humanos a reunião virtual tem 100% de chance de se tornar uma realidade pós-isolamento social.

See you ♥♥
Bibliotecária e Cronista Ana Karina Fraga – CRB1/1887

(Pesquisa Marota#fiqueemcasa: Caderno Mercado de Trabalho, Correio Braziliense, domingo 17 de maio de 2020)