• Segunda à Sexta-feira - 8h às 18h
diabiblio2018-unb9
Auditório da Biblioteca Central da UnB. Foto – CRB-1

Na manhã de quinta-feira (15), o Conselho Regional de Biblioteconomia da Primeira Região (CRB-1) realizou o workshop: Mercado de Trabalho e Formação Profissional no auditório da Biblioteca Central (BCE) da Universidade de Brasília (UnB). O objetivo era instruir os profissionais; e universitários relativo às competências, atividades e metas do Conselho, além de apresentar as propostas de melhorias que serão aplicadas no âmbito administrativo, fiscal e de comunicação. Tudo isto sob a ótica da nova gestão.

diabiblio2018-unb8O Conselheiro José Antônio Machado conduziu a apresentação e expôs dados da fiscalização como um total de  81 denúncias recebidas no último ano. Sendo que dessas foram obtidos resultados como no IPHAN que realizou concurso com vaga para bibliotecários, na ANTT onde a biblioteca foi autuada e devido a isto realizaram o primeiro concurso com vaga para o mesmo cargo e na AGU com três novas oportunidades para a classe. O bibliotecário ressaltou que a nova gestão do Conselho tem por meta se aproximar mais dos estudantes para que possam desde cedo ter conhecimento dos seus direitos e espaço no mercado. “Falar com as novas gerações é essencial para que eles resgatem o desejo de atuar na área”, falou José Antônio. Para isto a gestão planeja a criação de um prêmio inovação para estudantes e bibliotecários Além disso foi pontuada a importância do registro profissional, da interdisciplinaridade da profissão e parcerias, citando como exemplo a parceria entre o CRB-1 e a ABDF, pois a categoria não conta com um sindicato. Presentes sugeriram maior atenção no cadastro das empresas junto ao Conselho, pois conforme citado já ocorreu casos em que a própria ABDF perdeu licitação para empresa não cadastrada. À época a associação promoveu denúncia junto ao CRB-1 e a mesma após autuação regularizou a sua situação.

Em continuidade foram debatidas questões de fiscalização e denúncias. A bibliotecária fiscal Nádia Silva ressaltou que a jurisdição é composta por três Estados  muito grandes mais o Distrito Federal e que contam com apenas uma fiscal. Então uma informação que seja fornecida é de muita importância que chegue em forma de denúncia, pois o trabalho de fiscalização é necessariamente promovido com a colaboração de todos os bibliotecários. O presidente Fábio Cordeiro reafirmou que o Conselho estará sempre aberto a sugestões para melhorias e que esta foi a primeira oportunidade de falar com os futuros profissionais, mas que terão outras mais para mostrar a cara nova aderida pela gestão e as inovações que desejam fazer. “Em quase dois meses em que assumimos já fizemos bastante coisas e pretendemos até o final de três anos fazer mais. Contamos com o apoio e participação de vocês”.

O workshop contou com a participação de aproximadamente quarenta pessoas e todos ao final participaram do sorteio de brindes. A semana do bibliotecário no Distrito Federal vai até o dia 17 de março com a festa Bibliofest encerrando as atividades no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Lyzy Rayla – Ascom CRB-1

Arquivos