• Segunda à Sexta-feira - 8h às 18h
28 de agosto de 2018 Postado por: Categoria: Notícias

Treinamento é gratuito e voltado para servidores públicos que atuam em museus, bibliotecas e arquivos.

As bibliotecas são, além de espaços para guardar o conhecimento em forma de publicações, um ambiente favorável ao crescimento fúngico, pois apresentam grande concentração de matéria orgânica associada a uma climatização muitas vezes deficiente. Pensando nisso, a pesquisadora e micologista Arailde Fontes Urben vai oferecer pela primeira vez o Curso sobre Prevenção e Controle de Fungos e Pragas em Bibliotecas e Arquivos. Destinado a servidores públicos que atuam em museus, bibliotecas e arquivos, o treinamento acontecerá nos dias 12 e 13 de setembro de 2018, em Brasília – DF. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do evento.

No Brasil, as análises de fungos do ar atmosférico em bibliotecas ou arquivos de órgãos públicos ou privados são quase inexistentes. Mas a boa notícia é que diversos fungos ou bactérias podem ser isolados do ar atmosférico, dependendo da incidência dos mesmos, como fatores geográficos ambientais.

“Fungos patogênicos, predominante geofílicos, podem ser isolados da poeira e do ar atmosférico, tal como ocorre com o Histoplasma capsulatum e o Coccidioides immitis“, explica a pesquisadora Arailde Urben, especialista em fungos fitopatogênicos, fungos exóticos e fungos comestíveis e medicinais (macromicetos). “O índice de contaminação nesses ambientes é muito grande e os funcionários podem apresentar problemas respiratórios ou manifestações alérgicas”, ressalta a especialista.

O curso pretende contribuir com a minimização ou erradicação de pragas que afetam os livros, arquivos e documentos e principalmente com o risco de doenças que podem ser prejudiciais ao ser humano. Para isso, o conteúdo programático inclui aulas teóricas e práticas. Os principais assuntos abordados serão:

 – Contextualização do curso e panorama dos acervos da Embrapa em relação à prevenção e ao controle de pragas;

 – Fungos que afetam o homem no ambiente de trabalho;

 – Identificação e controle de fungos;

 – Noções de insetos, danos causados, prevenção e controle;

 – Noções de segurança com defensivos químicos.

A parte prática do curso inclui uma visita ao Arquivo Central e à Biblioteca da Embrapa Sede, onde será ministrada aula prática sobre “A importância da conservação preventiva em acervos”, com a Chefe do Laboratório de Conservação e Restauração do Documentos do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Dr.ª Maria Solange Brito Silva Meira.

Há 40 vagas disponíveis, sendo 10 reservadas para empregados da Embrapa. O curso tem carga horária total de 16 horas/aula e acontecerá nos dias 12 e 13 de setembro, das 8h às 12h e das 14h às 18h, nas dependências da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em Brasília – DF. A coordenação técnica é dos pesquisadores Arailde Fontes Urben e Norton Polo Benito. Outros instrutores são: Dra. Alessandra Silva, Prof.º Márcio Wandré Morais de Oliveira e Dra. Rosângela Galon Arruda.

Inscrições até o dia 03 de setembro de 2018 no site: https://www.embrapa.br/recursos-geneticos-e-biotecnologia/curso-cfpb. Mais informações pelo e-mail: cenargen.cursos@embrapa.br.

Irene Santana (MTb 11.354/DF) |Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.

Contatos para a imprensa: cenargen.nco@embrapa.br / Telefone: (61) 3448-4769.

Mais informações sobre o tema: Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) – www.embrapa.br/fale-conosco/sac/.

Fonte – Embrapa

Arquivos