• Segunda à Sexta-feira - 8h às 18h

Mais um exemplo de total descaso com a importância do trabalho dos Bibliotecários é anunciado e chama novamente nossa atenção à importância de estabelecermos um piso salarial digno aos nossos profissionais. O Conselho Regional de Biblioteconomia – 1ª Região recebeu denúncia sobre o salário oferecido pela Universidade Estadual de Goiás em seu processo seletivo simplificado para função temporária.

A vaga em questão é oferecida para o profissional habilitado no curso superior de Biblioteconomia ou “afins”, em uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, destacando que serão 28 horas “quando” no exercício da docência. Para tal, a remuneração oferecida é de apenas R$ 1.137,77. Sim! Meros R$ 1.137,77. Isso deixa clara a desvalorização à qual nossos profissionais estão expostos no mercado de trabalho, mesmo em grandes instituições como a UEG.

Neste momento, voltamos a afirmar que se faz necessária cada vez mais a conscientização, participação e união de todos os nossos Bibliotecários quanto ao piso salarial do profissional empregado em instituições privadas, que passam diariamente por essas dificuldades e não podem contar com uma remuneração média como parâmetro. Nosso propósito é justamente inibir tais condutas por parte dos empregadores, defendendo o valor e a importância do Bibliotecário no exercício de sua profissão.

Por fim, agradecemos a denúncia e salientamos que as devidas providências em relação ao processo seletivo da UEG já estão em andamento.

Ascom CRB-1


Arquivos
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930