• Segunda à Sexta-feira - 8h às 18h
5 de julho de 2019 Postado por: Categoria: Crônicas

Rede sociais use com moderação!!(Parte 1)

Ah sexta-feira, férias chegando usar sem moderação o tempo livre após um semestre organizando o saber, disseminando a informação, atualizando e pesquisando bases de dados, realizando pesquisas nas diversas áreas do saber.

Alguns preferem descansar colocando a leitura em dia, viajando, passeando e muitos nem precisam sair de casa é só clicar e lá está ela a rede social, essa sim deve ser usada com moderação.

Olha que dado curioso: O brasileiro já é o segundo colocado em número de horas nas redes sociais. São mais de nove horas dedicadas a internet e mais de três horas diárias gastas nas redes sociais – Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e etc. -, segundo estudo da agência “We Are Social”.

tree-200795_1920

Mas a rede social também pode ser usada como ferramenta para dar aquele up na hora da entrevista para o cargo de Bibliotecário Júnior ou Sênior como também ajuda o recrutador saber mais sobre o candidato, podemos dizer que é um portfólio digital.

As empresas ou órgãos públicos vêm utilizando as redes sociais dos candidatos como um dos processos para selecioná-los ou não para a vaga. Antes utilizadas apenas em caráter pessoal, as redes sociais passaram a ter um grande peso para construir uma boa imagem profissional. (como vai sua rede social?).

O que o RH pode levar em conta no momento de avaliar as redes sociais dos candidatos? Ou quais pontos podem colocar em derrocada os currículos dos profissionais?

Veja a importância da rede social na hora de procurar emprego ou barganhar uma melhor posição no nível hierárquico dentro da instituição.

Siga alguns conselhos como se fossem as Cinco Leis da Biblioteconomia:

A rede social é um espaço democrático e livre, porém, ter cautela no que se posta é essencial. Principalmente quando se pretende criar uma boa imagem profissional. (todo cuidado é pouco).

touch-screen-1023966_1920

Já para quem está do outro lado recrutando também pode se atentar para com algumas informações:

Os recrutadores devem estar atentos aos que seus candidatos compartilham e as opiniões que emitiram sobre empresas, chefes e companheiros anteriores de trabalho.

É bom se precaver daqueles que criticaram os trabalhos anteriores ou que compartilharam conteúdos para denegrir a imagem da antiga empresa. Ética profissional tem muito valor no mercado.

As redes sociais e mercado de trabalho podem até não ser preocupação de alguns candidatos, mas precisa ser para a empresa. Afinal, ninguém vai querer um profissional que fica criticando o local de trabalho e que pouco se importa em respeitá-la.

Veja o que ele compartilha. Quando você contrata um profissional espera não só postura dele no ambiente de trabalho, mas também deseja que ele respeite sua empresa lá fora. Por isso, muitos recrutadores precisam avaliar se as postagens dos candidatos condizem com a cultura da empresa. Em um ambiente onde as redes sociais e mercado de trabalho caminham juntos, os colaboradores também representam a empresa fora do ambiente de trabalho. Dessa forma, na hora de contratar, leve em conta as postagens que não condizem com a cultura interna da organização e que possam futuramente denegrir a imagem da empresa.

Não aceite preconceitos. Certamente, nenhuma empresa vai querer um profissional que ofende pessoas nas redes sociais. Comentários que fogem da linha do respeito não devem ser ignorados. As consequências de ofensas denigrem não só a imagem pessoal, mas também profissional da pessoa e recaem sobre a empresa que ela representa.ball-142738_1280

Quando os recrutadores conseguem aliar redes sociais e mercado de trabalho em sua pré-seleção, ele se resguarda de possíveis atitudes negativas de um futuro colaborador. Se ele se comporta mal nas redes sociais, ele continuará agindo assim dentro da empresa.

Agora a conversa é com quem é candidato: cuidado com os erros ortográficos. Erros de ortografia e gramática nas redes sociais são objetos de avaliação (Nos ajude Nossa Senhora da Ortografia). Apesar de nas redes sociais usarmos uma linguagem mais informal, isso não quer dizer que elas podem escrever errado. (atenção, por favor).

Escrever corretamente é obrigatórios no quesito redes sociais e mercado de trabalho.

Aquela história de não julgar o livro pela sua capa serve de reflexão nas redes sociais, veja:

A avaliação da foto de perfil é o cartão de visitas de um candidato. Se você é recrutador, a foto de perfil pode ser uma arma de pré-seleção. Principalmente se você estiver recrutando pelo LinkedIn. Candidatos de boné, com óculos de sol, já demonstram pouco entendimento de uma foto feita para o lado profissional. O problema não é a foto em si, mas por ela estar sendo utilizada em uma rede social profissional. (Casual day mesmo só na foto do look de sexta-feira, mas nunca na rede social em busca de emprego).

Então todo cuidado é pouco e não só na Linkdln, nas outras redes sociais também, como é assunto melindroso cabe uma indexação exaustiva e como série que sempre dá um stop na melhor parte espere o to be continue na próxima sexta-feira, a vilã ou mocinha é a rede social Facebook…aguarde

E no melhor estilo modo férias on,

See you ♥♥

Bibliotecária e Cronista Ana Karina Fraga – CRB 1887


(achou que ela estava descansando nada pesquisa marota vemos no recesso também: https://www.xerpa.com.br/blog/redes-sociais-e-mercado-de-trabalho/)


Posts recentes
Arquivos
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930