• Segunda à Sexta-feira - 8h às 18h
7 de agosto de 2018 Postado por: Categoria: Notícias

Na manhã de hoje, à Convite da Câmara Brasileira do Livro (CBL), o Instituto Pró-Livro (IPL) esteve presente no Salão de Ideias (G068) durante a 25ª edição da Bienal do Livro de São Paulo para provocar reflexões sobre temas fundamentais para a democracia e o desenvolvimento social do Brasil. Além de discutir se estamos realmente construindo um país de leitores e os desafios de garantir o direito à leitura, foi realizado o painel Retratos da Leitura em bibliotecas escolares – condições e desafios para a integração desses espaços ao currículo escolar.

Nesse encontro de dirigentes, especialistas da educação e bibliotecas, foram apresentados os primeiros resultados da nova pesquisa realizada pelo IPL, com o objetivo de colher contribuições para esse estudo e de provocar um debate sobre as condições que devem ser garantidas para que a biblioteca escolar seja efetiva no seu objetivo de ser um espaço de aprendizagem integrado ao currículo escolar e na promoção da leitura e de competências.

“Promover esse debate é oportuno, pois a Lei nº 12.244, de 2010, que prevê a universalização das bibliotecas até 2020, completa oito anos e, pouco se fez para que ela se efetive. O PNE também estabelece como meta a universalização, até 2024”, destacou a coordenadora da pesquisa Retratos da Leitura, Zoara Failla. Além de Zoara, o painel reuniu nomes como Luís Antonio Torelli (CBL), Marcos da Veiga Pereira (SNEL) e Ângelo Xavier (Abrelivros).

Fonte – Abrelivros

Arquivos